08 Abr

Orgulhosamente Dragão

Fonte

Não tenho palavras para descrever o orgulho que hoje sinto em ser Dragão, em ser Portista. Ao Porto, ontem, não pedia a vitória. Sabia a tarefa megalómana que tinhamos na frente. Pedia apenas atitude, suor, raça e determinação.

O Porto conseguiu ser isso tudo. O Porto conseguiu ser mais que isso. Conseguiu ir a casa do Campeão Inglês e Campeão Europeu, e conseguiu pô-lo em sentido. Jogar olhos nos olhos com o Manchester United com uma equipa destas não é para qualquer um. O Cissoko há um ano jogava na 2ª divisão francesa. O Hulk na 2ª japonesa. Hoje jogam frente a frente e cara a cara com jogadores como Ronaldo, Tevez, Giggs e tantos outros.

Por isso é que hoje sinto um orgulho ENORME em ser dragão. Em ser tripeiro. Em ser portista. Ser portista é isto, é respirar e vibrar com estas vitórias, é sentir a forma como esta equipa nos surpreende e nos faz voltar a sonhar com a Champions League. Com chegar a Roma e voltar a erguer a Taça.

Obrigado Porto. Obrigado Jesualdo. Orgulhosamente Portista.

03 Abr

Vergonha na cara…

Se há pessoas que hoje deveriam dar a cara por tudo o que fizeram, de bom e de mau, estas são algumas delas.

Por tudo aquilo que fizeram ao futebol português, tenham vergonha na cara e demitam-se.

Podia fazer aqui um longo post sobre o estado do futebol e o pré e pós Apito Dourado, mas não vale a pena. A mensagem está passada.

Obrigado.

10 Mai

FCP e Apito Final

Ora aláber

Deixei passar esta celeuma toda do Apito Final e tentar raciocinar um pouco a frio. De qualquer forma, já sei que irei ser acusado de facciocismo, insanidade e outros quejandos, mas vou colocar aqui a minha versão das coisas.

Nenhum portista com dois dedos de testa vem aqui ou a qualquer lado atestar a inocência do Pinto da Costa. Eu não punha as mãos no fogo por ele, e estou certo que 99% dos portistas também não o farão.

Fala-se no entanto que o FCP Futebol SAD deveria recorrer da decisão da CD da Liga de Clubes, isto por uma questão de limpeza da honra e imagem do clube. Sou também dessa opinião.
No entanto compreendo a decisão dele. E porquê? Porque isto é tudo uma fantochada. E porque sim, porque a FCPorto SAD e o presidente Pinto da Costa estão a ser alvos de perseguição ( sim, durmo bem de noite, e não, não tenho a mania das teorias da conspiração ). Volto a referir. Pinto da Costa, a meu ver, tem culpas no cartório. Mas não é SÓ ELE QUE AS TERÁ! Acho incrível que com base em escutas que não são admissiveis em tribunal, em acusações que foram arquivadas, em relatos de terceiras pessoas que mais tarde foram desmentidas pela mesma, pela editora do livro, que são desmascaradas várias incongruências no texto, não consigo perceber como raio isto pode servir de prova CABAL de tais actos, especialmente nos jogos em questão, e quando vários especialistas da área terem dito não haver qualquer favorecimento.

Depois de arquivadas as ditas acusações, é necessário eleger uma Liga onde o Presidente do CD, que há anos se auto-intitulou o Benfiquista do Norte, venha para levantar o véu das suspeições. Que o magistrado que irá analisar estes casos, reabertos com base em testemunhos que se relevam nada credíveis, seja uma senhora que, só por acaso, é casada com um ex-dirigente benfiquista. Quando se arquivam processos de agressão, quando a sua autora moral os confessa publicamente, por falta de provas. Quando há escutas onde se encontram presidentes a escolher árbitros para a final da Taça e passam totalmente incólumes neste processo todo. Quando se vêem tantas contradições neste processo, quando se provam ( as tais provas cabais ) que em todo este processo está a mão do presidente do Benfica… e acham que o FCP deveria recorrer da decisão? Por achar que se calhar a decisão final seria totalmente isenta e livre de suspeições?

Mais. A senhora Carolina Salgado não foi nunca prestar depoimento à Liga, embora tenha sido convocada para tal, mas como não é um agente desportivo, não tem por obrigação ir. Como tal, todo o caso foi construído com base no depoimento dela no Tribunal à data de abertura do processo ( meados de 2007 ). Também é sabido que de lá para cá, ela já mudou partes do depoimento, e outras foram desmentidas….

Também acho que o FCP deveria recorrer da decisão. Mas com base em tantos falsos testemunhos, tantos casos suspeitos, e tantas artimanhas por trás, recorrer da decisão seria adiar o inevitável. Seja ou não culpado.

Por outro lado, não consigo perceber ainda a “moral” da Liga ao tomar estas decisões de âmbito desportivo, nesta altura? E se agora os tribunais civis declararem inocentes o FCP e Pinto da Costa? E se se provar que não há qualquer indício de corrupção ( ou tentativa de )? Vão devolver os 6 pontos? E quem limpa a imagem? E quem vai pagar todos os danos causados à instituição?

Quem quiser ler o acordão, pode fazer o download do mesmo no site do Expresso Online.

Agora flamem-me, vá!